Imagem

Gramado no Rio Grande do Sul é uma das cidades que compõem a Serra Gaúcha e fica bem próxima a Canela, outro formoso destino. Trata-se de uma estância climática, muito famosa pelo casario de arquitetura ao estilo bávaro e pelo clima ameno. Também é famosa por alguns eventos como o Festival de Cinema e o conhecido “Natal Luz” e pelo delicioso chocolate.

Imagem

A paisagem é notável durante as quatro estações do ano: durante o outono, as ruas se tingem de vermelho e marrom, devido às folhas secas das árvores caducifólias. No inverno, é muito comum a geada e em algumas vezes chega a aparecer precipitações de neve; a cor branca passa a dominar a paisagem. Na primavera e no verão, salta à vista a enorme quantidade de hortências espalhadas por todas as áreas da cidade.

Algumas dicas imperdíveis na cidade de Gramado:

Centro da Cidade – Qualquer visita para Gramado começa pela visita ao centro, na Av. Borges de Medeiros, onde estão a Igreja São Pedro, o Palácio dos Festivais, a Rua Coberta, além de diversos restaurantes, lojas e praças.

Lago Negro – cercado pela densa mata de araucárias e, no verão, por grande quantidade de hortênsias, este lago tem uma coloração de tonalidade verde profunda, causada pelos musgos e algas em suas profundidades. O acesso é liberado ao público e há pedalinhos.

Mini-mundo  – um parque de miniaturas de construções famosas ao redor do mundo, inclusive construções brasileiras. É particularmente interessante observar as miniaturas feitas das construções das cidades históricas de Minas Gerais, como Ouro Preto, além do castelo de Neuschwanstein e do Aeroporto de Bariloche, todas expostas ao ar livre em escala de 1:24, inspirado na Legoland, na Dinamarca.

Rua coberta – rua do centro da cidade,que concentra grande quantidade de lojas de roupas, restaurantes e outros serviços. Coberta por uma imensa cúpula transparente de acrílico, que acende durante o período do Natal (dezembro e janeiro), é um dos principais pontos de evento da cidade. O acesso é livre.

Parque Knorr – Localizado na Rua Bela Vista, 353, este parque é especialmente conhecido pelo Bosque do Papai Noel e pela Aldeia da Mamãe Noel. O ideal é chegar a esse local no início da noite, quando os estabelecimentos estão acesos. O interior das casas lembra muito as cenas “românticas” associadas ao Natal. Há passeios de bonde por todo o local e são instalados alto-falantes, que transmitem o tempo inteiro músicas típicas do Natal, desde as tradicionais “Jingle Bells”, “Joy to the World” e “Noite Feliz” até peças clássicas de compositores como Haendel e Bach. Alguns pontos de destaque são a Fábrica de Brinquedos (onde está o Papai Noel – em carne e osso e com barbas verdadeiras), a Árvore de Desejos e o Chalé dos Ursos.

Centros municipais de cultura – Localizado na Rua São Pedro, 369, é dividido em Centro I e Centro II. Neste local está a secretaria de Educação do município, além de uma infra-estrutura para prática de esportes e até mesmo orações. Estão localizados aí também o Museu Municipal prof. Hugo Daros, o Teatro Elisabete Rosenfeld, a Câmara dos Vereadores, e o Arquivo Histórico Municipal.

Palácio dos Festivais – Localizado na Av. Borges de Medeiros, 2697, é o local onde acontece o famoso Festival de Cinema de Gramado. No entanto, as sessões de cinema acontecem durante o ano inteiro, às sextas, sábados, domingos e segundas, com sessões iniciando às 20h30. Durante o mês de julho, há sessões em todos os dias.

Dreamland – Museu de Cera de Gramado, Av. das Hortênsias, 5.507. Tel. (54) 3286-5100

Festival de Cinema – acontece na terceira semana do mês de Agosto em cada ano. Teve início na década de 70 e tornou-se um dos eventos oficiais da cidade – uma das razões, inclusive, para a cidade de Gramado ter adquirido projeção nacional.

Gastronomia:

O sucesso de Gramado como cidade turística proporcionou o aparecimento de inúmeros restaurantes, alguns com menus perfeitamente ecléticos, onde ofertas de fondue, trutas convivem com carnes, massas, pizzas, etc.

Além dos inúmeros cafés coloniais, a cidade tem uma grande variedade de restaurantes de gastronomia internacional.

Os tradicionais cafés coloniais, que servem de tudo, são disputadíssimos. Costumam abrir às 10h e fechar às 23h. Alguns ficam na Avenida das Hortênsias, que liga Gramado a Canela, como o Bela Vista, o Coelho, o Gramberry, o Green House, o Torre Café e o Sabor da Terra. Os preços, por pessoa, variam de R$ 35 a R$ 38.

Para tomar um café ou um chocolate quente, vale conferir o Café com Leite, na Rua Garibaldi. Na mesma rua, estão os restaurantes Hakone e Stuttgart, que servem buffet a quilo. Há, também, a Casa di Pietro Grill e Sopas, na Rua Pedro Benetti.

E para uma noite romântica, recomendamos a Adega e Restaurante Le Chalet, na mesma rua que dá acesso à Igreja do Relógio (na esquina). A casa abre às 18h30. Lá desfrutamos de um vinho Da’divas Merlot/Cabernet Sauvignon, da Lídio Carraro. O vinho é recomendadíssimo!

Outra boa dica romântica é o prato de origem suíça Fondue, para esquentar o clima romântico da Serra. Mesmo no verão, as noites são frias. Além dos fondues tradicionais para duas pessoas, de queijo, carne ou frutas, existem as sequências com os três tipos, mais uma comilança à moda gaúcha: são vários tipos de carne (bovina, suína, frango, caça), dez tipos de molho, picles na entrada, seis frutas distintas para receber o chocolate fumegante etc. Vá com roupas confortáveis… Duas das casas especializadas são Maison de La Fondue Restaurant, av. Borges de Medeiros, 2311, e Belle du Valais, av. das Hortênsias, 1432.

Anúncios