Dando continuidade ao relato da nossa viagem, segue abaixo o video do 2º dia.

Chegando em Orlando! Dia 03/01/2011:

Como tínhamos combinado, acordamos bem cedo. Ou melhor, difícil foi dormir, pulamos da cama literalmente as 05hs da manhã, rumo ao Aeroporto de Guarulhos. Nosso vôo estava marcado para as 09hs e queríamos fazer o check-in logo.

O hotel (Ibis) nos forneceu o translado para o aeroporto e logo após um reforçado café da manhã partimos. Um dos motivos para chegarmos cedo ao aeroporto, foi que a Gabi esqueceu de imprimir sua autorização de entrada, já que viajava com o passaporte europeu. No hotel não conseguimos imprimi-la só nos restando tentar no aeroporto. 

Chegamos lá por volta das 07hs, e por sorte encontramos um local com computadores e impressoras que poderíamos utilizar. Resolvida essa questão, embalamos as malas e partimos para a fila de check-in. O fizemos antes mesmo de sermos chamados. Fazer o check-in logo tem suas vantagens. Qualquer dia crio um post explicando tais vantagens. 

Demos uma volta pelo aeroporto e partimos para a área de embarque internacional. Afinal, o Free Shopping nos esperava. Não para compras, mas para já iniciarmos nossas pesquisas de preço! hehehe… 

Acabamos perdendo muito tempo dentro do Free Shopping e quando vimos, já haviam até chamado nosso voo para embarque. Pronto, ai foi àquela correria. 

Partirmos para o portão indicado nas passagens e quando chegamos ao local?!?!?!?! CADE TODO MUNDO?!?! uhauhauhauaha… Estávamos atrasados e no local errado. Só ai caiu à ficha e resolvemos olhar nas telas o local de embarque e é claro que descobrimos que ele simplesmente havia mudado para o outro lado do aeroporto… Saímos correndo em disparada! (vejam o vídeo). 

Chegamos em cima da hora, mas chegamos. Embarcamos, sem problemas e ali iniciava-se verdadeiramente. O Antonio (Catatau) estava entrando pela primeira vez em um vôo internacional. A felicidade do menino era contagiante. Fez questão de ser o primeiro de nós a entrar no avião e ainda o fez com o pé direito! hehehe… 

Foi ai, talvez, a nossa pior surpresa da viagem. (Não, não foi a pior! A pior, só fui ter noticias meses depois de retornarmos e mais a frente postarei aqui). Nossas poltronas simplesmente eram coladas aos banheiros centrais da aeronave. Ainda questionei o rapaz da TAM que me atendeu no telefone na época da reserva dos locais, do que se tratavam aqueles locais em aberto no avião (olhando pelo computador dois buracos vagos ao lado das poltronas) e o filho da mãe ainda teve a cara de pau de me respondeu: “Os senhores estão com sorte. Estes lugares não possuem nada ao lado. É um intervalo nas poltronas que a empresa faz. Esse espaço ao lado esta vazio!” Não acreditei, questionei-o novamente e ele insistiu. Beleza.

Nós e o banheiro ao fundo! rsrs…

Superado isso, afinal estávamos a algumas horas do Reino Mágico, partimos para Orlando.

O vôo foi super tranquilo, sem barulhos, sem confusão, decolamos na hora e chegamos até antes do previsto! A comida servida seguiu o padrão brasileiro de atendimento aéreo. Massas ou carnes no almoço e na janta. As massas sempre estavam melhores.

Chegamos a Orlando por volta das 16hs da tarde. Por sorte éramos o único vôo naquele horário e pegamos a imigração completamente vazia. Esperamos por alguns minutos e logo chegou a nossa vez.

Fomos super bem tratados pelo Oficial Americano. Conversou com o Antonio, quis saber se ele falava inglês e com a resposta negativa, tentou falar um Portunhol com ele. Perguntou se iria a Disney, se era a primeira viagem dele e por ai vai. Fez algumas perguntas a Gabi também, por causa do passaporte Espanhol e ele quis ver além deste, o brasileiro.

Sem mais problemas e aliviados (sempre bate aquele frio na barriga), entramos! Esperamos as bagagens que chegaram numa boa e partimos para a tarefa mais difícil dessa viagem. Pegar o carro locado. Fiz a reserva do mesmo uns 5 meses antes da viagem e já havia sido alertado de que seria uma luta no balcão da locadora.

Dito e feito. Ficamos por quase 1 hora brigando com a atendente, que insistiu muito para que mudássemos de carro. Argumentou que o alugado não nos caberia, que tinha um carro melhor, que tinha um plano melhor, etc, etc, etc. Chegou a ser muito chata e mal educada. Mas fica o aviso, não dê o braço a torcer. Nosso carro foi perfeito, coube tudo (mesmo que empilhado, hehehe) e só perderia dinheiro se tivesse entrado na da atendente.

Com as malas no carro (escolhemos uma Jeep Cherokee Laredo, perfeita), partimos em direção ao nosso hotel (Quality Inn, hj com o novo nome Rosen Inn) na International Drive. Após rodar um pouco, perdido, já que a Magda (GPS) custou a se localizar, conseguimos chegar ao hotel por volta das 19hs.

Fizemos o check-in sem problemas, solicitamos um bom quarto e de pronto fomos atendidos. Conseguimos um quarto no alto (mais seguro) e virado para a piscina do Hotel (mais tranquilo e sem o barulho da Auto Estrada). 

Já bem cansados, largamos as malas no quarto e fomos reconhecer a vizinhança. Passamos pela Wonder Works (casa de cabeça p/ baixo) e fomos até a Walgreens que é bem próxima ao hotel. Por lá, fizemos as primeiras compras (lanches, água e semelhantes). As meninas já foram a loucura com as ofertas (esmaltes, maquiagens, etc). Mas deixamos isso para depois, pois o cansaço nos consumia.

Voltamos ao hotel, comemos e fomos para cama por volta da 1 da manhã. Tentar dormir, pois no outro dia teríamos nada mais nada menos que MAGIC KINGDOM. P/ mim, o parque “mais Disney” de todos! rs

_________________________________________________

Leia Também:

1º Dia na Disney

 

Anúncios