Em uma de minhas buscas, acabei descobrindo que entre os americanos, Orlando costuma ser chamada como “cidade que não existe” ou “cidade fantasma”! Porque? Porque os turistas que p/ lá vão, normalmente mencionam: “Vou para os EUA, para a Disney!” e não “Vou para Orlando.”

Eu mesmo já me peguei falando isso. rsrsrs! O que acabou me incomodando.

Sendo assim fui buscar algumas alternativas de “turismo” em Orlando que não envolvam só os parques (e ai incluo o complexo Universal e Bush Gardens tb).

E um dos locais que achei muito interessante (para os “adultos”) foi a Church Street Station.

Fica localizada em Downtown Orlando, no centro histórico, a cerca de 22 km do complexo Disney. O prédio de três andares foi construído ao longo de uma estação ferroviária, daí a razão do seu nome. Na verdade podemos dizer que é um shopping de entrenimento com bares, casas noturnas e restaurantes tematizados em cada um de seus andares. É frequentado tanto por nativos quanto por turistas.

No térreo, o
Chillers, que recebeu este nome por sua especialidade em servir drinks frozen batizados com nomes engraçados apresenta um DJ tocando as 40 músicas mais ouvidas na parada musical. No andar do meio, o Big Belly Brewery oferece uma atmosfera relaxante, com grandes potes de amendoins e aperitivos no bar. O Latitudes, bar que fica na cobertura, freqüentemente apresenta o ritmo reggae ao vivo e oferece uma excelente vista panorâmica de Orlando. O Club Paris Orlando é a grande novidade da Church Street; Paris Hilton ajudou no design do local e o visita ocasionalmente. Ali perto, o Ybor Martini Bar oferece um menu com especialidades de martinis em ambiente de muito estilo, enquanto o impecável e sofisticado lounge Kress Chophouse oferece uma atmosfera de metrópole e coquetéis maravilhosos.

No entanto, a atração principal é o Rosie O’Grady’s Good Time Emporium, um saloon ao estilo da virada do século com bailarinas de can-can, a “Red Hot Mama” Ruth Crews, com garçons cantores e muito mais, tudo ao som do Dixieland, o jazz tradicional de New Orleans. (o que me torna muito suspeito para falar desse lugar, já que sou um apaixonado por Jazz).

Para quem prefere a música country, a atração é o Cheyenne Saloon & Opera House, com “country” ao vivo e muita dança. No cardápio, churrasco ao estilo do Texas. Se a idéia é um jantar fino num ambiente diferente, decorado com objetos da Primeira Guerra Mundial, a sugestão é o Lili Marlene’s Aviators Pub & Restaurant. A Church Street Station tem ainda vários outros bares, restaurantes e lanchonetes, como a Cracker’s, o Apple Annie’s Courtyard e o Orchid Garden Ballroom, com música ao vivo na base dos grandes sucessos dos anos 50, 60 e 70. Num shopping center de três andares, em estilo vitoriano, chamado Church Street Exchange, você vai encontrar mais de 50 lojas.

Endereço: 129 W Church StreetHorário: 11h às 2h00
Preço: Adulto US$16,00
Criança até 12 anos US$10,00

Anúncios